Conectividade Social, Saiba o que é?E como se faz.

Conectividade Social ICP – Novidades na Procuração.

Glossário:

CEI –  Cadastro Específico do INSS

PIS –   Programa de Integração Social

NIS –  Número de identificação Social ( equivalente ao PIS)

INSS – Instituto Nacional do Seguro Social

FGTS –Fundo de Garantia do Tempo de Serviço

CNPJ –Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica

CPF –  Cadastro de Pessoas Físicas

PJ –     Pessoa Jurídica

PF –    Pessoa Física

NIT –   Número de identificação do Trabalhador 

Outorgado – Pessoa Física que representa a empresa ( funcionário)

Empregador Pessoa Jurídica (empresas em geral)

§ A empresa deverá ter um certificado PJ do tipo A1 ou A3, e ao acessar o portal da Conectividade Social e realizar o cadastro, ela poderá utilizar os serviços disponíveis.
 
§ Caso seja necessário, a empresa poderá outorgar ou substabelecer poderes a representantes que acessarão o Canal da Conectividade com o certificado e-CPF. Esta procuração é feita dentro do sistema da Caixa Econômica Federal e, atenção, não há qualquer relação com as procurações da Receita Federal e nem da Resolução 79.

Empregador Pessoa Física ( contratante de domésticas, babás etc.)

§ O empregador que não está obrigado a se identificar pelo CNPJ poderá se utilizar de Certificado Digital de Pessoa Física para acesso ao novo canal, desde que conste obrigatoriamente o seu número de identificação junto ao Cadastro Específico do INSS (CEI).
 
§ Caso o cliente já tenha um e-CPF que não conste este dado (CEI), será preciso adquirir um novo e-CPF com o campo CEI preenchido obrigatoriamente.

Usuário Outorgado ou Substabelecido (pessoa física ou jurídica)

§ A Pessoa Física que representa a empresa poderá acessar o portal da Conectividade Social com um certificado e-CPF A1 ou A3 (é recomendado conter o número do NIS no certificado).

Caso o certificado do cliente não contenha esta informação, o acesso só será permitido após o comparecimento em uma das agências da Caixa Econômica Federal, para solicitar a liberação de acesso.

§ A Pessoa Jurídica que representa a empresa poderá acessar o portal da Conectividade Social com um certificado e-CNPJ A1 ou A3.
 

E – CPF Como Validar o item PIS/NIS ?

Para realizar a validação, é necessário apresentar um dos documentos abaixo:

 Extrato bimestral do FGTS, enviado pelos Correios à residência do trabalhador;
 
 Consulta pelo próprio trabalhador de sua conta vinculada no sítio da Caixa na Internet no ato da validação;
 
Cartão do PIS/PASEP;
 
Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS (quando constar)
 
Carteira de identidade (quando constar);
 
Cartão do Bolsa Família (e outros benefícios sociais);
 
Cartão do Cidadão.
 
 

Como fazer a procuração eletrônica?

O processo é simples, e realizado em basicamente em dois passos:

  1. Para quem precisa representar uma empresa por meio da procuração eletrônica, é preciso acessar o sistema de Conectividade Social com um certificado digital padrão ICP Brasil de pessoa física (e-CPF) e se registrar.
  2. Logo em seguida, o empregador deverá acessar o sistema com seu certificado digital e clicar na função “Procuração”, onde poderá outorgar poderes para seu funcionário.

O usuário Pessoa Física outorgado deverá informar à autoridade certificadora o número de seu NIS (PIS/PASEP/NIT) para assegurar o acesso ao Conectividade Social ICP. Se esta pessoa já tiver o e-CPF e nele não estiver contido o número do NIS (PIS/PASEP), ele deve se dirigir a Caixa econôimica Federal, para que seu PIS seja cadastrado no sistema.

Clique aqui e saiba mais sobre a Conectividade Social para um usuário outorgado.

Não deixe de conferir o prazo para regularizar sua empresa com a Certificação Digital. No mesmo site, você encontra o cronograma válido para empresas de todos os portes.

Dúvidas da Conectividade Social ICP – Que certificado digital usar?

Postado em Conectividade Social | Data: 11-05-2011

O certificado digital pode ser utilizado para diversos serviços na empresa, no escritório contábil e na Receita Federal. Se você já possui um para cumprir as obrigações acessórias de sua empresa, pode continuar a utilizá-lo para acessar e utilizar a Conectividade Social ICP.

Mas se você ainda não tem um certificado digital, anote quais são os produtos que deve adquirir:

Para empregadores Pessoa Jurídica: apenas o e-CNPJ A1 e A3. Validade de 1 a 3 anos.

Para empregadores Pessoa Física (que nunca precisaram ter CNPJ): e-CPF A1 e A3. Validade de 1 a 3 anos.

Para usuários outorgados: e-CPF A1 e A3. Validade de 1 a 3 anos.

Já os requisitos de sistema são:
– Computador com 1 Gb de memória RAM e processador compatível com navegação em sites;
– Acesso à Internet Banda Larga;
– Software gestor de Certificação Digital instalado (fornecido pela Autoridade Certificadora);
– Mídia ou periférico para leitura do certificado digital (leitora de cartão inteligente, token) com seus drivers devidamente instalados;
– Complementos de software requeridos pelo canal da Conectividade Social (fornecidos gratuitamente, se necessário).

Conectividade Social X Conectividade Social ICP: quais as diferenças?

Postado em Conectividade Social | Data: 09-05-2011

A Conectividade Social, você já conhece: é um canal eletrônico da Caixa que facilita a vida de empresas e escritórios contábeis de todo o Brasil no cumprimento das obrigações voltadas ao FGTS. O canal permite a transmissão do arquivo do SEFIP – Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e Informações da Previdência Social – bem como a operação do Caixa PIS/Empresa. Também é possível visualizar e imprimir relatório de IS (Informação de Saldo) por meio do Visualizador de Relatórios. Uma ótima maneira de manter a situação de todos regularizada.

Já a Conectividade Social ICP é uma evolução do Conectividade Social já utilizado anteriormente.Agora, o canal passa a ser 100% digital e acessível somente por certificado ICP-Brasil. Em vez de instalar um software para transmitir arquivos do FGTS, é preciso apenas acessar o novo site criado pela Caixa com seu Certificado Digital de qualquer computador.

Benefícios:

  • Simplifica o processo de recolhimento do FGTS;
  • Reduz custos operacionais;
  • Disponibiliza um canal direto de comunicação com a CAIXA, agente operador do FGTS;
  • Aumenta a comodidade, segurança e o sigilo das transações com o FGTS;
  • Reduz a ocorrência de inconsistências e a necessidade de regularizações futuras;
  • Aumenta a proteção da empresa contra irregularidades;
  • Facilita o cumprimento das obrigações da empresa relativas ao FGTS e à Previdência Social.

Todas as vantagens da Conectividade Social, e muito mais.

O portal absorveu todos os benefícios e vantagens da certificação digital – mais segura e confiável que o habitual disquete – mas também remodelou serviços e funcionalidades, processos acrescentados e navegação mais simples e direta.  Por exemplo, é possível enviar arquivos SEFIP, GRRF e receber mensagens personalizadas, na caixa postal, relativas à situação e regularização de cada empresa.

A Conectividade Social ICP também permite acessar informações do FGTS dos trabalhadores vinculados à empresa. Transações relacionadas à transferência de benefícios à sociedade, alterações cadastrais e comunicações de afastamento do empregado, agora tudo pela internet.

Caixa Econômica Federal exige certificado digital no Conectividade Social

Postado em Conectividade Social | Data: 04-05-2011

A partir de 13 de maio, a Caixa Econômica Federal (CEF) passa a exigir que empresas com mais de 500 funcionários acessem o canal eletrônico de relacionamento Conectividade Social somente com o uso de certificado digital, no modelo ICP-Brasil, formato regulado e determinado pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI).

Ao longo do ano, outras empresas também deverão se adequar a exigência de acordo com o cronograma apresentado pela CEF, que leva em consideração o número de colaboradores da companhia.

O que é Conectividade Social?

Atualmente, o Conectividade Social é destinado às empresas e escritórios de contabilidade e tem como principal função informar todas as obrigações relacionadas ao FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Por meio desse sistema é possível transmitir arquivos de recolhimento do FGTS e informações à Previdência Social (SEFIP), via Internet, bem como ter acesso ao sistema da Caixa PIS/Empresa e ao relatório de informação de Saldo (IS).

“Com essa mudança o empresário ganha muito mais benefícios, como a agilidade no processo de recolhimento do FGTS, redução de tempo e gastos operacionais, além de garantir segurança jurídica dos dados que transitarem virtualmente no sistema operacional da Caixa”, explica Júlio Cosentino, vice-presidente de relações institucionais da Certisign.

Sendo assim, após as datas estipuladas e, a partir da circular de nº 547/2011, a Caixa Econômica Federal informa que o acesso ao site do serviço será apenas via Internet, inclusive para o envio e recebimento de arquivos por meio dos endereços www.caixa.gov.br ou https://conectividade.caixa.gov.br.

Downloads

Os manuais técnicos e outras informações podem ser baixados diretamente no site da Caixa. Logo em seguida, o interessado pode acessar o site da Certisign e escolher virtualmente o certificado digital mais adequado para o seu negócio.

Advertisements

Leave a comment

Filed under Uncategorized

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s